Nasce a Associação Brasileira de Profissionais PHP

Representantes de cinco estados Brasileiros criaram nesta Terça-feira a ABRAPHP – Associação Brasileira de Profissionais PHP. A iniciativa, que conta com o apoio da ASL – Associação Software Livre.Org, tem por objetivo fomentar o mercado nacional ralacionado a linguagem, através do apoio aos setores Público, Privado e Acadêmico.

Segundo o Presidente da Associação, Er Galvão Abbott, “O panorama da linguagem é extremamente positivo, porém estes setores do mercado não têm recebido a devida atenção.”. É trabalhando com estes setores que a Associação pretende atingir os seus objetivos. “O Brasil tem um nível altíssimo de apoio às comunidades, os Grupos de Usuários. Atualmente existem GUs em praticamente todo, senão todo, o território nacional. Ao trabalhar com Governo, Empresas, Universidades e Cursos Técnicos pretendemos alçar o mercado a um novo nível de profissionalismo e qualidade.”, explica Galvão.

A Diretoria da ABRAPHP é composta por Er Galvão Abbott (RS) na Presidência,  Ricardo Coelho (MA) na Vice-Presidência, Márcio Albuquerque (BA) e Thiago Rigo (SP) respectivamente Primeiro e Segundo Secretários, e Cheops Malta (AL)  na Tesouraria.

A associação trará diversos benefícios aos membros, como desconto em eventos, poder de voto, entre outros e pode ser feita através do site www.abraphp.org.

A Associação será apresentada ao público da PHP Conference Brasil, no Sábado, dia 1º de Dezembro, às 15h30min na Sala Digital 3 (espaço rotulado como “Reservado Comunidade”), onde além de uma apresentação contendo maiores detalhes, será realizada uma sessão de Q&A com a presença da Diretoria.

21 Comments

  1. Elton Minetto says:

    Ótima iniciativa
    Só vem beneficiar os desenvolvedores e o próprio mercado.
    Vida longa e próspera a ABRAPHP

  2. Weigle Corrêa says:

    Sou servidor publico do Estado do Paraná, Universidade Estadual de Londrina. Trabalho no Centro de Ciências Exatas – Departamento de Computação – DC.
    Estou na universidade deste de 1997, mas trabalho com suporte técnico. Estou terminando minha faculdade de Análise e Desenvolvimento de Software pela FATEC.

  3. ricardo says:

    Fala meu guri! como participo?

  4. Tiago Severino Antonio Junior says:

    trabalho numa empresa em olinda pernambuco desenvolvendo software em PHP para ERP.

  5. johny henderson says:

    prezados,
    Criamos o único banco de dados relacional brasileiro. Sua interface é em php e iremos liberar o codigo para que usem. Gostaria de apoio da abraphp.

    Abração a todos

  6. Cleiton Fermino says:

    Sensacional ideia, espero poder contribuir para mais este projeto.
    Vida Longa

  7. Andre Cardoso says:

    Muito boa iniciativa, espero que contribua muito com a comunidade PHP e tire de vez o pensamento de alguns desenvolvedores de outras linguagens que dizem que PHP é coisa de “piá pançudo”. PHP é sim uma linguagem robusta e complexa, é coisa de profissional!

  8. Luiz Henrique says:

    Nenhum de nós será tão grande, quanto nós todos juntos. parabéns galera, vamos nos unir que todo dará certo.

  9. Rafael says:

    Realmente, os programadores php tem que criar vergonha na cara e adotar uma comunidade, porém essa comunidade nasceu agora, sem fins lucrativos e já tem tesoureiro. Código, repositório, notícias sobre a linguagem, vagas de empregos que é bom nada….

    • Galvão says:

      Obrigado por seu comentário Rafael. Sobre suas colocações, a Associação precisa de um Tesoureiro justamente por ser uma iniciativa séria e que possui um custo mensal para se manter com questões como Contabilidade, Taxas bancárias e afins.
      Sobre as suas solictações, Código e repositório serão anunciados oficialmente na semana que vem, com a abertura do nosso primeiro projeto para desenvolvimento.
      Quanto a notícias, estamos centralizando publicações via nossa página no Facebook:https://www.facebook.com/ABRAPHP

      Abraços e sucesso,

      • Rafael says:

        Obrigado você pelo retorno, realmente to vendo que vocês estão com uma atitude de boa fé, porém não concordo com esse valor de filiação com nenhum valor na realidade, conheço, faço parte de grandes comunidades de python, ruby on rails, bastante ativas e não existe nenhum valor para fazer parte.
        Não vejo nenhum gasto que você tem para as “diversas ações” como foi citado em outro comentário, acredito que isso só tende a limitar o tamanho na velocidade que a comunidade pudia se tornar sendo free, além dos mais, para os custos das “diversas ações” acredito que iria aparacer os patrocinadores para resolverem isso.
        No mais, meus parabéns pela coragem e vontade de fazer a associação e em relação as solicitações, eu não solicite nada não, só fiz um comentário, que o que realmente interessa para os desenvolvedores… passou-se 2 meses e não vejo nada além do formulário para se associar…

        Abraços e sucesso.

  10. Renato Ferres says:

    Fico feliz! Irei participar.

  11. Alysson Rafael says:

    Sou desenvolvedor PHP há 10 anos e gostei bastante da iniciativa. Porém começar cobrando 80 reais para se associar achei um pouco salgado. Claro que tudo exige um custo mas neste caso, ainda mais envolvendo uma linguagem free, acredito que poderiam sim iniciar uma “filiação” sem custo.
    No mais que a idéia dê certo e que consiga os objetivos, principalmente um maior reconhecimento dos verdadeiros profissionais da área no mercado.

    • Galvão says:

      Olá, Alysson. Obrigado por suas colocações e pelos votos de sucesso. Acreditamos que, por ser uma anuidade, o investimeno se torne bastante diluído (pouco mais de seis reais ao mês), mas entendemos seu argumento.

      Diversas ações que estamos realizando no momento – e que podem ser conferidas em nossa página no Facebook – procuram de certa forma “justificar” o investimento.

      Grande abraço,

  12. Dalto Brito says:

    A iniciativa é boa e válida partindo da plena adoção da transparência e respeito.
    Um fator que não entendo: Por que fazer postagens pelo Facebook, sendo que já há um espaço dedicado para elas neste site, e outro fator, nem todos os interessados tem acesso ao Facebook em horário “comercial”, assim sendo, boas discussões não terão tanto impacto.
    Sou completamente contra a utilização do Facebook da forma que está sendo feita.

    • Galvão says:

      Olá, Dalto. Obrigado por sua observação.

      Você está certíssimo, já estamos implementando uma forma de resolver o problema.
      Uma vez mais obrigado,

  13. Sávio Batista says:

    Sete meses aproximadamente e só vi anúncios de descontos para cursos e palestras, não acho interessante investir o valor associativo neste tipo de recurso, principalmente pois neste tempo não houve nada das sugestões sobre o que seria uma comunidade. Acredito em minha humilde opinião que seria maior vantagem uma comunidade opensource do começo ao fim, e não “formato ONG” sem CNPJ. Isto é apenas uma crítica sugestiva pois acredito que opensource pode ser pago, mas dizendo do início ao fim que é pago.

    • Galvão says:

      Olá, Sávio. Obrigado por suas colocações.
      Existem alguns equívocos que precisam ser esclarecidos:

      1 – A inexistência de novas iniciativas não significam que estamos parados, bem pelo contrário: estamos trabalhando na realização de iniciativas. Se elas de fato se realizarem serão postadas e divulgadas.
      2 – A ABRAPHP não procura ser ou definir uma comunidade, mas sim fortalecer o mercado Nacional de PHP, dessa forma fortalecendo também, direta ou indiretamente a comunidade.
      3 – A ABRAPHP possui CNPJ, esta é uma dos benefícios da parceria com a ASL.

      Obrigado mais uma vez por suas críticas.

  14. Eduardo Pittol says:

    Olá,

    Não conhecia o trabalho da abraphp. Participei do encontro no FISL. Até pensei que o movimento PHP/BR estava parado. Mas que bom que estava enganado.

    Galvão, parabéns. É tempo que vejo que está tocando a comunidade PHP no Brasil. Ótima iniciativa.

    Vida longa a essa associação.

    • Galvão says:

      Olá Eduardo. Muito obrigado pelo sue comentário!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *